blog
Blog COVID-19: MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA PARA STARTUPS E PEQUENOS NEGÓCIOS
COVID-19: MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA PARA STARTUPS E PEQUENOS NEGÓCIOS
11/05/2020

Não há dúvidas de que estamos vivendo uma das maiores crises da história. Em meio a um cenário de incertezas, onde confrontamos a saúde com a economia, é praticamente impossível adotar um lado. 

E não é só durante a pandemia que vamos precisar ficar em alerta. Segundo o empreendedor e acadêmico Steve Blank, o impacto do vírus nos negócios será tão grande que irá mudar a forma como compramos, viajamos e trabalhamos durante um longo período. E então, a sua empresa está preparada para isso?

Se a resposta for negativa, é hora de tomar algumas atitudes para contornar essa situação e tomar um fôlego para os próximos meses. Olha só:

1. Calcule todos os seus gastos
Antes de qualquer coisa, é muito importante fazer um balanço dos gastos fixos e variáveis mensais da empresa. Se a sua receita for positiva, quer dizer que você gasta menos do que recebe. Já se for negativa, é preciso cuidado, pois você está no prejuízo. Com esse exercício, é possível calcular o tempo que um negócio consegue funcionar até o dinheiro acabar.

2. Questione o seu modelo de negócio
Como falamos acima, os hábitos de consumo irão mudar muito com a COVID-19. Nessa hora, vale reavaliar o seu plano de negócio e entender se ele ainda faz sentido para esse novo perfil de consumo. Blank sugere alguns pontos para questionar:

Para quem atua com o modelo B2B: as vendas dos seus clientes caíram? Seus clientes irão fechar em breve e/ou demitir funcionários? A mesma dica vale para o modelo B2C: os clientes deixaram de comprar nesse ramo?

Caso as respostas sejam positivas, suas projeções de receita devem ser revistas.

3. Renegocie com seus fornecedores
Se você identificar que o seu plano de negócio precisa de ajustes, não hesite em ter uma conversa franca com seus fornecedores para negociar valores. Outra dica para se ajustar ao novo mercado, é transformar o seu produto ou serviço em um modelo digital.

4. Projete uma duração
Esteja preparado para a crise durar meses ou anos. Caso ela dure por meses, avalie congelar gastos variáveis, como contratações. Já se o problema persistir por mais tempo, considere reduzir esses gastos e descubra o mínimo que sua empresa precisa para se manter.

Vale sempre conversar com o seu contador para analisar qual a melhor atitude tomar dentro desses cenários.

5. Adie pagamentos
Se for necessário, segure o pagamento de impostos. O governo tem adotado medidas que permitem o pagamento atrasado de impostos sem nenhuma multa. Procure se manter bem informado sobre esse assunto!

Após todas essas informações, é importante lembrar que nenhuma crise é eterna. Em meio à tempos turbulentos grandes oportunidades podem surgir. Se mantenha otimista e trabalhe para abraçar essas mudanças com sabedoria. Gostou das dicas? Você tem mais sugestões para compartilhar? Conte aqui!

Para criar esse artigo nos inspiramos nessa matéria

Erica Spengler Dietrich

Publicitária, redatora e coworker do Ace.

VENHA CONHECER O ACE!

+55 (41) 3019-0500

contato@acecoworking.com.br

Nosso Coworking fica na:
Rua Almirante Tamandaré, 500
Alto da Rua XV - CEP: 80045-110